Mastercard doará 2 milhões de refeições para amparar os mais impactados pela Covid-19

junho 01, 2020 | São Paulo | De Pedro Alves

A empresa lança o movimento “Faça parte: comece o que não tem preço” para combater a fome e reduzir os efeitos da pandemia por meio de ações concretas

A Mastercard anuncia o lançamento do movimento “Faça parte: comece o que não tem preço”, iniciativa que tem o objetivo de ajudar o Brasil a atravessar a pandemia da Covid-19 por meio de ações coletivas que minimizem os impactos da doença na sociedade. Inicialmente, a empresa estabelece o compromisso de doar 2 milhões de refeições via organizações não governamentais para comunidades carentes em combate à fome e à pobreza.

A Covid-19 é um grande desafio mundial. Além de uma enorme crise de saúde pública, a pandemia provoca inúmeros efeitos na economia e na sociedade. Nos últimos meses, milhares de pessoas perderam seus empregos e, com isso, sua fonte principal de sustento. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 13 milhões de brasileiros foram considerados em extrema pobreza no final de 2019 e estimativas da ONU indicam que a crise gerada pela pandemia poderá colocar mais de 265 milhões de pessoas em situação de fome em todo o mundo.

“Parcerias entre os setores público e privado serão críticas para ajudar as pessoas a superar os desafios de hoje e caminhar em direção a um futuro melhor. Juntos, podemos realizar ações de impacto imediato, garantindo que os mais vulneráveis não precisem se preocupar em garantir a sua próxima refeição”, afirma João Pedro Paro Neto, Presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul.

Ações iniciais

A primeira ação do movimento teve início em parceria com o iFood, onde clientes Mastercard podem realizar doações de cestas básicas por meio do aplicativo e, para cada quantia arrecadada, a Mastercard irá doar o mesmo valor para a Ação da Cidadania. Estima-se que 75 toneladas de alimentos serão entregues, o que equivale a 300 mil refeições para as famílias assistidas. “Com o lançamento do movimento “Faça parte: comece o que não tem preço”, mobilizaremos o ecossistema de meios de pagamento para ajudar a sociedade a enfrentar os desafios impostos pela Covid-19”, complementa João Pedro.

“A luta contra a fome se amplia com a crise gerada pela pandemia, que coloca dezenas de milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar. A Mastercard é uma grande parceira nossa nessa luta, que venceremos, juntos”, ressaltou Rodrigo Afonso, diretor executivo da ONG Ação da Cidadania.

Ciente que solidariedade e parceria são os melhores caminhos para minimizar os impactos da pandemia, as demais 1.7 milhão de refeições também serão distribuídas por ONGs e anunciadas na medida em que outros parceiros se unirem ao movimento “Faça parte: comece o que não tem preço”. A Mastercard convida outras empresas e consumidores a participarem da iniciativa.

No último sábado, dia 30 de maio, consumidores tiveram a primeira oportunidade de ajudar esta causa. Como patrocinadora oficial do Campeonato Brasileiro de League of Legends, a Mastercard, em parceria com a Riot, promoveu o Mastercard Legends Showdown: Team Kami x Team YoDa, um embate ao vivo de League of Legends com grandes influenciadores e jogadores brasileiros do game. Durante a transmissão, espectadores de todo o mundo puderam fazer doações diretamente para a ONG Ação da Cidadania.

Mastercard e o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas

Juntos, Mastercard e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas, estão ajudando comunidades em todo o mundo a dar passos importantes em direção a quebrar o ciclo da fome e da pobreza nas gerações futuras. Em 2018, essa parceria atingiu o objetivo feito em 2017 para doação de 100 milhões de refeições globalmente. Isso foi possível por meio de diversas campanhas elaboradas para aumentar a conscientização sobre esta causa.

Outras iniciativas da Mastercard contra o avanço da Covid-19

  • A Mastercard, em parceria com a Fundação Bill & Melinda Gates e a Wellcome lançaram uma iniciativa para acelerar o desenvolvimento e o acesso a terapias para tratamento do coronavírus. As 3 organizações assumiram o compromisso de alocar até US$ 125 milhões em financiamento para acelerar a resposta à epidemia de coronavírus, testando e desenvolvendo em escala tratamentos para combatê-la.
  • US$ 20 milhões já foram doados para três instituições: a Universidade de Washington, a Universidade de Oxford e o Instituto de Imunologia La Jolla – para financiar ensaios clínicos visando a identificar imunoterapias altamente potentes para a pandemia de Covid-19.
  • Para ajudar as organizações de saúde a proteger seu ambiente durante a crise do Covid-19, a RiskRecon, uma empresa Mastercard, anunciou, que em parceria com o Health Information Sharing and Analysis Center (Centro de Análise e Compartilhamento de Informações sobre Saúde – H-ISAC), que os membros do H-ISAC e organizações de saúde em todo o mundo poderão receber avaliações gratuitas de classificação sobre sua segurança cibernética até 31 de dezembro de 2020.
  • Globalmente, a Mastercard assumiu o compromisso de oferecer, pelos próximos cinco anos, suporte a pequenas empresas para garantir sua manutenção diante dos efeitos impostos pelo coronavírus à economia.
  • Localmente, a Mastercard lançou a iniciativa “Crie novos hábitos, comece o que não tem preço” com vídeos que falam sobre gastronomia consciente, sustentabilidade, bem-estar e entretenimento.
  • A Mastercard também aderiu ao movimento #NãoDemita, em que assume o compromisso de manter o seu quadro de funcionários durante a pandemia.
  • Recentemente, a Mastercard aderiu à iniciativa #MáscaraSalva, em um “desafio” proposto pelo Itaú, e passou a adotar o item de segurança em sua logomarca. Liderada pelo movimento Todos Pela Saúde, a aliança conta com especialistas como o Dr. Dráuzio Varella e o Dr. Paulo Chapchap, do Hospital Sírio-Libanês, e busca contribuir para a conscientização sobre a importância de proteger nariz e boca com a máscara caso precise sair de casa.
  • A empresa também expandiu o acesso ao currículo de seu programa educacional Girls4Tech™, que busca impulsionar as habilidades de meninas em temas relacionados à ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM em sua sigla em inglês), por meio de um conjunto de novos recursos educacionais e criativos que são disponibilizados online. O programa foi desenvolvido para ajudar pais e professores a envolver e inspirar meninas de 8 a 12 anos.
Pedro Alves

Communications, Brazil & South Cone Division
Pedro.Alves@mastercard.com

Contato de imprensa

Lilian Cunha/Michelle Rodrigues/Giovana Antonelli/Gustavo Neubauer, JeffreyGroup Brasil
+55 (11) 3185-0821/3185-0868 | mastercard@jeffreygroup.com

Sobre Mastercard (NYSE: MA)

A Mastercard é uma empresa global de tecnologia do setor de pagamentos. Nossa missão é conectar e impulsionar uma economia digital inclusiva que beneficie a todos, em todos os lugares, tornando as transações seguras, simples, inteligentes e acessíveis. Usando dados e redes seguras, parcerias e paixão, as nossas inovações e soluções ajudam indivíduos, instituições financeiras, governos e empresas a alcançar seu maior potencial. Nosso quociente de decência, ou DQ, impulsiona a nossa cultura e tudo o que fazemos dentro e fora de nossa empresa. Com conexões em mais de 210 países e territórios, estamos construindo um mundo sustentável que abre possibilidades Priceless para todos.

www.mastercard.com