Mastercard e a Lei Geral de Proteção de Dados no Brasil

outubro 07, 2020 | São Paulo | De Pedro Alves

O dia 18 de setembro de 2020 foi um marco histórico para a privacidade e proteção de dados no Brasil. É o início de uma nova era em que os indivíduos ganham direitos adicionais para controlar seus dados. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) concede às pessoas físicas os direitos de acessar, corrigir, transferir ou excluir seus dados, torná-los anônimos ou ainda bloquear seu tratamento.

Na Mastercard, vemos a LGPD como uma oportunidade de abraçar nossas práticas de privacidade líderes do setor, que abrirão o caminho para inovações futuras. Nos últimos dois anos, temos trabalhado muito para garantir que todas as proteções ao consumidor oferecidas pela LGPD estivessem prontas para serem implementadas em nosso ecossistema de pagamentos para o benefício de todos.

O compromisso da Mastercard com a privacidade e proteção de dados se estende à inovação ética de dados. É por esse motivo que lançamos nosso Imperativo de Responsabilidade por Dados, que orienta nossas práticas enquanto continuamos nossa jornada como administradores responsáveis de dados ​​no Brasil e em todos os mercados em que operamos.

Colocamos o indivíduo no centro de nossas práticas de dados

Acreditamos que os dados pessoais são apenas isso - pessoais. Os indivíduos são proprietários de seus dados e têm o direito de escolher como, quando e onde seus dados pessoais serão usados ​​e compartilhados. Acreditamos na transparência de nossas práticas de privacidade de dados para que as pessoas possam tomar decisões informadas para controlar seu uso.

Esses novos direitos no âmbito da LGPD estão em linha com nossas práticas globais de dados, que colocam o indivíduo no centro de tudo o que fazemos.

Incorporamos os mais altos padrões de privacidade e proteção de dados no desenvolvimento de todos os nossos produtos, serviços e tecnologias. É disso que trata o Privacy by Design. Fazemos isso limitando a coleta e o uso de dados ao que seja necessário para fazer o nosso trabalho. E estamos sempre procurando maneiras de criptografar ou tirar a identidade de dados pessoais, garantindo que cada produto seja conveniente e fácil de usar. Além disso, empregamos padrões rigorosos para garantir a segurança e proteção dos dados não apenas dentro da Mastercard, mas também junto a todos os nossos parceiros e fornecedores.

Na Mastercard, acreditamos que, no que diz respeito aos seus dados:

  • Você é o dono deles - todos os dias você produz dados. Esses dados pertencem a você.
  • Você os controla - você tem o direito de compreender e controlar como seus dados são compartilhados e usados.
  • Você deverá se beneficiar com o uso deles - Seus dados deverão ser usados ​​para facilitar e enriquecer a sua vida.
  • Nós os protegemos - Seus dados serão mantidos em segurança e usados ​​com responsabilidade.

Com isso em mente, fornecemos aos indivíduos os direitos e escolhas de privacidade com relação aos seus dados e permitimos que acessem os dados que a Mastercard possui por meio de nossa Central Meus Dados.

Próximos passos

A nova regulamentação brasileira proporciona uma oportunidade adicional para que a nossa empresa continue a moldar a conversa em torno do uso responsável de dados e ganhe e mantenha a confiança de nossos titulares de cartões, clientes e parceiros.

Em novembro, a Mastercard Academy Brasil oferecerá um programa para todos os clientes sobre nossa abordagem à LGPD. Para mais informações, entre em contato com lac.academy@mastercard.com

Onde posso saber mais?

Para mais informações sobre a promessa de privacidade da Mastercard, explore o nosso Global Privacy Hub.

Caroline Louveaux, Chief Privacy Officer e João Pedro Paro Neto, presidente Mastercard Brasil e Cone Sul 

 

Pedro Alves

Communications, Brazil & South Cone Division
Pedro.Alves@mastercard.com